SPORTING CP “B” PELA VOZ DE MIGUEL FARO

Foi no ano de 2019 que o Sporting CP lançou a sua equipa B. Após duas temporadas concluídas o balanço é positivo e as perspetivas de futuro são risonhas. Fomos saber um pouco mais desta equipa, e o que pode acrescentar estes projetos à modalidade, junto de Miguel Faro, coordenador do Futebol de Praia do Sporting CP. 

FPP: Qual o motivo, ou os motivos, para o Sporting CP ter criado uma equipa B?
MF: A formação de uma equipa B no Sporting CP já estava nos planos do clube mal o projeto iniciou, aguardamos a altura em que a modalidade já tinha maturidade competitiva e organizacional para colocarmos em prática.

FPP: A criação de equipas B vem combater a pouca aposta na formação em Portugal?
MF: Não se trata de combater, é mais uma constatação, a verdade é que o Futebol de Praia tem uns alicerces diferentes, começou pela Seleção e só depois os clubes. Então é a nossa opinião que a formação tem de começar pelos escalões até Sub-17 para que os atletas tenham competição, embora estejam também previstas actividades com atletas mais novos no âmbito das férias escolares.

FPP: Esta época a equipa participou no Campeonato Nacional com atletas que ainda não tem idade de Sénior. Foi uma aposta arriscada, mas ao mesmo tempo necessária para a formação do jogador?
MF: Não foi arriscada, o objetivo da equipa B do Sporting CP é formar jogadores para a equipa A, este ano estavam no plantel três jogadores que tinham jogado em 2019 na equipa B e ainda tivemos um campeão nacional com 17 anos que ainda faz parte do plantel da B.

Tivemos uma participação em 2019 na Madjer Youth CUP que nos deu a panorâmica da extrema qualidade dos nossos jovens, temos a mais valia da grandeza do clube, da sua identidade como entidade formadora por excelência. Temos também uma estrutura técnica delineada com pessoas capazes que nos permite potencializar estes jovens e muitos mais que queiram ingressar.

FPP: Qual o próximo passo do Sporting CP B? O que esperar em 2021?
MF: Num ano em que também o desporto atravessa uma grave crise, estamos empenhados em dar seguimento ao plano traçado, captar mais jovens entre os 17 e 21 anos, dar-lhes a conhecer esta vertente do futebol como mais uma opção de alcançarem o topo numa modalidade campeã mundial e europeia ao nível de Seleção, num clube referência do desporto mundial. Contamos em 2021 trazer para o plantel principal mais jogadores da “B”.

FPP: Que tipo de características, humanas e desportivas, são observadas nos atletas?
MF: Compromisso e crença, queremos atletas que vejam o Futebol de Praia de uma forma cada vez mais séria e não o “desporto do verão”. Nestes dois anos o que posso dizer é que a maioria dos nossos jovens jogadores são hoje apaixonados pela modalidade, uma paixão adquirida quando experimentaram todas as vivências desportivas e humanas tão características do Futebol de Praia.

FPP: Se um atleta quiser fazer parte do projeto o que deve fazer?
MF: Basta enviar um email para msfaro@sporting.pt e entraremos em contato.

FPP: Na tua opinião achas possível, em Portugal, existir uma competição apenas para equipas B?
Sem dúvida, já foram feitos alguns estágios sub-23 pela FPF, uma seleção jovem deve estar na calha. Felizmente já há mais projetos de equipas B, as entidades responsáveis tem de estar atentas mas são os clubes que têm de dar o primeiro passo.

Elite | Apuramento de Campeão

PosiçãoEquipaJVDP
13309
23216
33123
43030

Elite | Manutenção / Descida

PosiçãoEquipaJVDP
13309
23216
33123
43030

Facebook

BEACH SOCCER WORLDWIDE

RANKINGS