PORTUGAL RECONQUISTA A LIGA EUROPEIA EM CASA

Depois de visualizarmos os três encontros da Super Final da Liga Europeia, de 2010, chegou a hora de recordar o caminho até à decisão final. Antes das emoções, no areal lisboeta, a formação portuguesa passou por França e Itália. 

 

Etapa 1: Marselha não foi o melhor local para o início

Tudo começou em França, mais precisamente em Marselha, onde Portugal teve pela frente as formações da Polónia, Espanha e França. Dos três desafios a formação portuguesa apenas conseguiu vencer o último: diante da equipa da casa. No primeiro encontro a Seleção espanhola venceu por 6-3. Os três golos portugueses foram apontados por Jordan Santos, Nuno Tavares e Marco Silva.

No segundo desafio a Polónia foi o adversário. Os polacos levaram a melhor após grandes penalidades. Durante o tempo regulamente, e prolongamento, o resultado marcou um empate a três bolas. Bruno Novo, Marco Silva e Rui Coimbra marcaram para Portugal. A única vitória, em terreno francês, aconteceu diante da França. Paulo Neves fez um hat-trick, Jordan (2) e Bilro fizeram os restantes golos.

Etapa 2: Entrada forte em Itália manchada por uma derrota

Em Itália a equipa das Quinas fez o inverso. Venceu os dois primeiros encontros e perdeu o último. Em Lignano a Itália foi o primeiro adversário. Frente à formação da casa a nossa formação venceu, por 6-2, com golos de Rui Coimbra, Paulo Graça, Paulo Neves, Madjer, Bilro e Bruno Novo. No encontro seguinte registou-se nova vitória com um número gordo de golos.  Um triunfo, por 8-5, frente à França que teve golos de Madjer (4), Belchior, Paulo Graça, Paulo Neves e Alan. No último desafio a Seleção Nacional não consegui vencer a Suíça. Uma derrota pela margem mínima (6-5) com golos de Belchior (2), Alan, Madjer e Bruno Novo a favor de Portugal.

Super Final: Público ajudou à reconquista 

Em Lisboa marcaram presença as 6 melhores equipas europeias na corrida à vitória final. A Seleção portuguesa ficou inserida no Grupo A, juntamente com a Roménia e a Rússia. Com uma arena repleta de público a equipa das Quinas venceu os dois desafios. O primeiro diante da Roménia (6-1) e o segundo diante da Rússia (4-2). No Grupo B, a Itália também fez o pleno de vitórias diante da Suíça e da Espanha.

Com as lideranças, em cada grupo, portugueses e italianos disputaram o título europeu na grande final. Após mais um excelente jogo, da Seleção portuguesa, o marcador registou uma vitória, por 3-2, e a confirmação da quarta Liga Europeia para o nosso palmarés. Mais uma conquista, com a liderança de Zé Miguel, que ainda contou com a premiação de Madjer, como o Melhor Jogador da competição. O prémio de Melhor Marcador foi para Stankovic (Suíça) e o de Melhor Guarda Redes foi para Bukhlitskiy (Rússia).

Também em Lisboa marcaram presença 6 equipas da Divisão B. No Grupo A, estiveram a França, Hungria e Inglaterra. Já o Grupo B foi composto pelas formações da Turquia, Israel e Azerbaijão. A Turquia venceu a França, na final por 4-3, e subiu à Divisão A.

Facebook

NO DIA

BEACH SOCCER WORLDWIDE

RANKINGS