TAÇA DA EUROPA – PARTE II: PORTUGAL É O REI DA PROVA

As três últimas edições da Taça da Europa foram realizadas de dois em dois anos e terminaram com três vencedores diferentes. Em toda a história a equipa das Quinas foi premiada, por diversas vezes, nas categorias de Melhor Jogador, Melhor Guarda Redes e Melhor Marcador.

 

De dois em dois anos e com três vencedores

No ano de 2012 a Taça da Europa foi realizada na Rússia. Em Moscovo, Portugal e Rússia repetiram a final de 2010. Os russos voltaram a vencer, desta vez, por 4-2. Para chegar ao encontro decisivo a equipa das Quinas venceu a Polónia (5-3) e a Suíça (7-6). Dois anos depois a prova foi realizada no Azerbaijão, sem Portugal. A competição voltou a ser disputada em formato de grupos, por seis equipas. A Espanha venceu a Suíça, na final, e levou para casa o seu quarto título.

Foto BSW: Belchior no encontro diante da Rússia em 2016

A última edição da Taça da Europa foi disputada na Sérvia no ano de 2016. A equipa das Quinas estava moralizada com as mais recentes conquistas e trouxe para o nosso país mais um título. No primeiro desafio vencemos a Espanha, por 4-2, e no encontro seguinte ultrapassamos a Rússia após grandes penalidades. No tempo regulamentar foi registado um empate a quatro. Com uma excelente exibição vencemos a Itália, por 6-3, e conquistamos mais um troféu na competição.

Treze presenças e sete troféus.

Ao longo das quinze edições, a formação nacional marcou presença por trezes vezes tendo vencido em sete ocasiões. A Espanha é a Seleção que esteve em todas as edições da Taça da Europa, vencendo-a por quatro vezes. A Seleção da Rússia somas dois triunfos em seis presenças. Com uma vitória temos a Suíça e a Ucrânia. Os Suíços disputaram a prova por catorze vezes e os ucranianos em seis. A Itália e a França são das formações com mais presenças, catorze para os italianos e doze para os franceses, mas nunca conquistaram o título.

Madjer reinou nos prémios individuais

Foi eleito como Melhor Jogador em três edições (2001, 2002 e 2004) e venceu o prémio de Melhor Marcador por quatro vezes (2004, 2009, 2010 e 2012). Falamos de Madjer, pois claro! Mas o primeiro premiado foi Alan e logo em dose dupla. Na primeira edição, o camisola 6 venceu o prémio de Melhor Jogador e Melhor Marcador. Hernâni foi outro dos nomes portugueses a vencer um prémio individual. No ano de 2003 foi eleito o Melhor Jogador. Já João Carlos Delgado levou para casa a premiação de Melhor Guarda Redes em 2004. Elinton Andrade também venceu o mesmo prémio na edição de 2016, onde também foi eleito o Melhor Jogador.

Calendário 2020

Facebook

BEACH SOCCER WORLDWIDE

RANKINGS