A EPOPEIA BRACARENSE

É um caso único a nível de clubes de Futebol de Praia que dificilmente acontecerá por outra equipa. O SC Braga está a fazer história e a construir números nunca antes vistos. Olhamos para a época de 2019, com início no Mundialito de Clubes até à vitória da primeira edição da Taça de Portugal.

Tudo começou entre os meses de Fevereiro e Março com a conquista do Mundialito de Clubes. Em Moscovo a formação do Minho iniciou a prova com um triunfo após prolongamento. Desde desse desafio, diante do Catânia, todas as vitórias, em 2019, foram obtidas em tempo regulamentar. No total foram 27 jogos, 25 vitórias e 2 derrotas. 156 golos marcados e 61 sofridos. Números que foram traduzidos em 4 títulos!

A formação bracarense conquistou o título Mundial, na sua primeira participação na competição, só com vitórias. Na Euro Winners CUP a saga continuou. Depois da conquista de 2017 e de 2018 a equipa portuguesa fez o TRI em 2019. De referir que nestas três conquistas os minhotos venceram todos os encontros mais precisamente 22. Podemos assim afirmar que o Estádio do Viveiro tem sido talismã para o SC Braga. Um areal onde só sabem vencer. A última derrota da formação portuguesa, na Euro Winners CUP, aconteceu em 2016. Diante do Viareggio, que viria a vencer a prova, os bracarenses perderam nas grandes penalidades.

Voltando ao ano de 2019, mais precisamente ao Campeonato Nacional, os Gverreiros do Minho não começaram da melhor maneira a fase regular da Divisão Elite. Na primeira jornada foram derrotados pelo GR Amigos Paz. Seguiu-se as vitórias diante da Casa Benfica Loures e GD Alfarim. No dia 10 de Agosto a formação bracarense perdeu pela segunda, e última vez, em 2019 frente ao Sporting CP. A partir da Jornada 4, da fase regular da Divisão Elite, os minhotos só souberam vencer. Vitórias que valerem dois títulos: o TRI Campeonato Nacional e a primeira edição da Taça de Portugal.

É com vitórias que se conquista os títulos mas não nos podemos esquecer que o SC Braga já nos habitou a um forte investimento, em termos de qualidade e de orçamento, no seu plantel. Nos seus quadros, existe um misto de jogadores, jovens e experientes, com imenso talento liderados pelos irmãos Torres (Bruno e António). Uma liderança onde o trabalho, a ambição, a raça e a paixão pela modalidade, marcam presença e consequentemente tem ajudado às vitórias bracarenses.

A criação de um Campo de Areia, na sua “Cidade Desportiva”, é também outro dos fatores que contribuem para todo o sucesso alcançado. Parabéns a toda a estrutura do SC Braga pela excelente época desportiva e pela história que tem deixado na modalidade. Um feito que dignifica o clube, os jogadores, o nosso país, o Futebol de Praia português e todos os amantes deste “nosso” desporto.