UMA HISTÓRIA QUE NOS SOUBE A POUCO

Foi em Baku, capital do Azerbaijão, que se realizou, em Junho de 2015, a primeira edição dos Jogos Europeus. A Seleção Nacional fez uma excelente campanha que terminou com a conquista da medalha de bronze. No final a opinião era unânime: Portugal merecia mais! Em Junho deste ano, a equipa das Quinas terá a oportunidade de fazer melhor em Minsk (capital da Bielorrússia).

Em 2015, a campanha da formação portuguesa iniciou diante da Seleção da Suíça. Num grande jogo de Futebol de Praia, Portugal mostrou-se a um bom nível e a acabou por vencer por 6-5. Os suíços colocaram-se em vantagem, no primeiro tempo, com os dois golos de Stankovic. Madjer, dentro dos primeiros doze minutos, reduziu para 2-1. No segundo tempo Belchior igualou a partida mas a Seleção adversária voltou ampliar a vantagem para dois golos de diferença. José Maria fez o terceiro golo português. Já dentro do derradeiro tempo, Belchior voltou a igualar o encontro e José Maria colocou a armada portuguesa na frente do marcador. O jogo estava longe de estar resolvido. Noel Ott igualou a partida, a cinco, mas Belchior deu a vitória a Portugal com o seu terceiro golo.

Ao segundo encontro, a Seleção Nacional venceu a Seleção da Ucrânia, por 5-4, após prolongamento. No primeiro período apenas o golo de Belchior fez mexer com o marcador. Já no segundo tempo os ucranianos viraram para 4-1 mas ainda antes do apito final, do segundo período, Rui Coimbra reduziu. Os golos de Belchior e Jordan Santos, no terceiro tempo, levaram o jogo para prolongamento. No tempo extra Bê Martins apontou o golo da vitória para Portugal.

Já com o apuramento para as meias finais garantido a Seleção Nacional defrontou o Azerbaijão, na altura liderado pelo técnico português José Miguel. A equipa das Quinas não começou da melhor maneira a partida e no fim do primeiro período perdia por 3-0. A resposta chegou no segundo tempo com os golos de Bruno Torres e Madjer. No derradeiro período, Portugal deu a volta ao marcador com os “tentos” Madjer e José Maria. A formação do Azerbaijão voltou a marcar mas José Maria e Madjer voltaram a faturar e a fechar o marcador em 6-4.

Na luta por um lugar na final, Portugal perdeu diante da Seleção da Rússia. O 2-1 final demonstrou o equilíbrio num jogo onde a sorte não esteve do nosso lado. Os golos só aparecem no segundo e terceiro período. A formação russa abriu o marcador, no segundo tempo, mas quatro minutos depois José Maria igualou a partida. A dois minutos do fim do terceiro período os russos chegaram à vitória com o segundo golo de Paporotnyi.

A Seleção Nacional conquistou a medalha de bronze após repetir a vitória, por 6-5, sobre a Suíça num encontro cheio de emoção. No primeiro tempo Belchior abriu o marcador para a equipa das Quinas. Já no segundo período Bruno Torres ampliou a vantagem mas na resposta os suíços reduziram. A três minutos para o fim do segundo tempo Jordan faturou para Portugal, e no minuto seguinte Alan colocou o resultado em 4-1. Na saída de bola os suíços voltaram a marcar. Num encontro emocionante o terceiro período foi de loucos. A Suíça virou o resultado com três golos consecutivos. Mesmo em desvantagem a equipa das Quinas não baixou os braços e voltou a igualar por Belchior. Poucos segundos depois o avançado português completou o seu hat-trick com um espetacular remate de bicicleta.

No fim do encontro os festejos pela conquista do bronze misturavam-se com a injustiça de não termos ido mais longe. Na verdade, e como dizia Madjer de forma emocionada, “Nós merecíamos mais, agora temos o Mundial e alguém vai pagar a fatura.” Escusado será contar o que se passou no referido Mundial em Espinho!

Em Baku a Rússia conquistou a medalha de ouro após a vitória sobre a Itália que assim conquistou a prata. A segunda edição dos Jogos Europeus está agendada entre os dias 21 e 30 de Junho, de 2019, na Bielorrússia.